TRESemmé Reconstrução e Força – amostra

Recebi essa amostra na Revista Elle de fevereiro:

Estamos no fim do mês, então minha opinião está bem atrasada, mas como o marketing da marca está bem forte na TV, revistas e internet, mostro o que vi e usei:

Essa foto é do verso da amostra de condicionador: Cadê a vitamina B6 prometida?

Qual é a moda agora das empresas de colocar as substâncias da fórmula em inglês? É para ser chique ou dar preguiça de ler?

Tirando os componentes com nomes próprios da química, eu consegui identificar: glicerina, metilparabeno,queratina e colágeno hidrolizados, Cloreto de Sódio ( sodium chloride)… Que legal, sal puro no condicionador… Pelo menos não disseram que era sem sal… custava substituir pelo Lauril sulfato de sódio que resseca menos o cabelo? Sobre o parabeno não vou “dar pitaco” porque só sei que é um conservante, mas a onda “parabenos free” nos cosméticos já está na internet…

Pela embalagem grandona e pelo preço que estão cobrando, não dava para esperar muito…

Usei as amostras e , além de vir bem pouco produto (geralmente esses envelopinhos costumam dar 2 lavagens no meu cabelo e condicionador sobrando) o resultado é de um shampoo e condicionador bem comuns. Nada de ” resultado de salão”.

Só para comparar, foto do rótulo da primeira máscara que comprei, ainda na versão Argentina:

Bem mais ativos bons…

Já vi muitos blogs que gostaram do produto e tiveram opinião positiva, mas colocar sal puro no condicionador, eu achei desrespeito demais, sendo uma marca que pretende produzir “cabelo de salão”.

Segue foto do verso do shampoo só para vocês verem. No shampoo colocaram o Lauril sulfato de sódio ao invés do cloreto de sódio (ambos produzem a espuma e espessam o produto):

Gostou do post? Compartilhe!

No related posts.



5 Comentários

  1. Bom, isso é algo que ocorre com todos produtos estrangeiros que passam a ser fabricados e vendidos aqui. Eles mudam a fórmula por dois motivos:
    1. O tipo de cabelo das consumidoras, nosso cabelo é mais oleoso né? Shampoos mais adstringentes.
    2. Nosso queridos impostos. Se eles colocassem na fórmula todos os componentes colocados nas versões estrangeiras o custo iria aumentar MUITO e ele deixaria de ser uma marca de supermercado, não atingiria o público que quer, do pessoal sem grana para importar produtos, estar sempre no salão e etc. A culpa não é APENAS da marca, faz parte. Todas fazem isso.

    E outra você comprou a argentina de hidratação profunda né? Os componentes bacanas da formula gringa é mais de hidratação, não restauração… isso tbm faz diferença.

    É chato, mas sempre vamos passar por isso, a industria brasileira é prejudicada sim por impostos altos, fazendo não valer a pena economicamente investir em ingredientes com maior qualidade, para ter um lucro grande são obrigados a baratear a fórmula. E nós, brasileiras que nos ferramos com esses detergentes cretinos…
    beijos.

    1. Olá Bruna,
      Obrigada pela opinião sincera e realista dos produtos que a indústria nos oferece. Concordo plenamente com você. Abraço.

  2. ainda bem q nunca gastei $ c/ isso se essa bagaça dizem q tem + d 60 ans no mercado cm a gnt foi saber dia desses? TNC–’
    shampoo vey caru dos inferno ¬¬
    postei isso no facebook pra td mundo ver

  3. Independente de qualquer justificativa, BRUNA, isto é PROPAGANDA ENGANOSA, algo que o código de defesa do consumidor do Brasil condena.

  4. A vitamina b 6 é conhecida como piridoxina e ela esta na formula sim, está como pyridoxine hci!

Deixe um comentário

Você deve ser logado em para postar um comentário.
show
 
close
Follow on Twitter facebook google+